Patos-PB, 17 de Agosto de 2017

11 dicas para evitar o desperdício de alimentos

02, Apr 2015

A redução do desperdício exige mudanças de hábitos e comportamentos

Todos os dias, grandes quantidades de alimentos, que poderiam ter sido consumidos (ou utilizados de outra forma), estão sendo desperdiçados. Por isso, hoje, vamos falar sobre um assunto sempre atual e crescente em nosso meio: uma utilização inadequada dos alimentos.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran), no Brasil, a cada ano, cerca de 70 mil toneladas de alimentos são jogadas no lixo. Todo esse desperdício gera perdas econômicas, impactos ambientais, além de acentuar ainda mais problemas sociais, pois sabemos que milhares de pessoas passam fome no mundo. Mas isso poderia ser diferente.

11 dicas para evitar o desperdício de alimentos - 940x500

São muitos os estudos que revelam o grande desperdício de alimentos por brasileiros. E essas pesquisas nos apontam algumas causas:

- Falha durante a produção, o transporte ou o consumo de alimentos;

- Falta de atenção e informação do consumidor, além de uma educação alimentar incorreta. Um grande problema que podemos apontar é o fato de compramos mais do que consumimos e de não sabemos reaproveitar os alimentos.

Podemos resumir dizendo assim: o ciclo de desperdício de alimentos começa no campo, continua no transporte, na armazenagem e na comercialização, para fechar-se na cozinha do consumidor. Portanto, a redução do desperdício exige de nós, consumidores, mudanças no comportamento e nos hábitos. Seguem, então, algumas dicas importantes que vale a pena colocar em prática:

1. Organize cardápios para almoço, jantar e lanches intermediários. Essa prática ajuda bastante a organizar e programar a quantidade do que iremos por em nossa mesa, evitando uma produção excessiva, principalmente em uma casa com muitas pessoas.

2. Faça uma lista do que realmente precisa antes de fazer suas compras no supermercado, pois isso evitará o consumo abusivo, o impulso de levar coisas desnecessárias que vão acabar passando da validade e indo parar no lixo;

3. Reaproveite as sobras do almoço. Sobrou comida do almoço? Nada de as jogar fora. Aproveite o que restou no jantar. Aqui, vale a criatividade e o talento na cozinha.

4. Compre alimentos perecíveis aos poucos. Aqueles que passam da validade em poucos dias – como frutas, laticínios e condimentos –, devem ser comprados aos poucos, à medida que forem necessários. Compras semanais são ideais para esse tipo de situação.

5. Cozinhe em quantidade maior e congele. Separe um dia para preparar várias refeições para todo o mês ou semana. Depois, guarde tudo no freezer e reaqueça no dia de consumi-las. Essa prática ajuda a economizar ingredientes.

6. Use a data de validade como critério. É preciso sempre estar atento aos rótulos para saber a procedência, a composição e o mais importante: a data de validade.

7. Cuidado com a mania dos “olhos maiores que o estômago”. Colocar no prato somente aquilo que vai comer é outro passo importante.

8. Reaproveite o “pão dormido”. Ele pode ser o ingrediente principal de receitas como pudim, rabanada, lasanha, torrada entre outras. Ele ainda pode ser fatiado ou triturado e guardado no congelador, onde ficará conservado por muito tempo. Depois é só descongelar e utilizá-lo normalmente.

9. Aproveite todas as partes de alimentos como frutas, verduras e legumes, pois são fontes de vitaminas, minerais e outros nutrientes fundamentais para nossa saúde. É fácil encontrar receitas envolvendo essas partes dos alimentos que melhoram nossa alimentação e ainda evitam o desperdício.

10. Mantenha o freezer arrumado e limpo: Verifique se as embalagens estão bem fechadas e controle a temperatura do seu congelador. Os alimentos devem ser conservados a uma temperatura entre 1º e 5º C para que se mantenham sempre frescos e bons para o consumo.

11. Faça uma rotação dos alimentos. Quando voltar das compras, arrume os produtos no congelador ou na despensa colocando os mais antigos na frente das prateleiras e aqueles que acabou de comprar no fundo, para assim utilizar primeiros os com data de validade próximos de vencer.

Todas essas dicas podem ser colocadas em prática, sempre lembrando que é importante usar com sabedoria e prudência tudo aquilo que Deus nos dá para nossa vida e nosso sustento.

 

Cristiane Zandim

Cristiane Pereira Zandim nasceu em Brasília / DF. É missionária na comunidade Canção Nova desde 2011. Cursou Nutrição na Universidade Universidade Federal Dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Compartilhe