Patos-PB, 19 de Outubro de 2017

Só o verdadeiro amor faz um casamento feliz

19, Nov 2015

A vida em família, no casamento, só pode ser uma vida de fé

Senhor se lembra sempre da aliança que Ele fez conosco. A aliança que Deus fez com vocês, casados, é toda especial. Deus, que é o Criador, que criou tudo, resolveu criar outro ser humano com a participação de vocês dois.

A participação de Deus no casamento é uma coisa sagrada. Foi Deus quem fez essa aliança com você homem e com você mulher, para que Ele continuasse criando através de vocês.

Você foi escolhido por Deus

Entre milhões de espermatozóides, apenas um é fecundado. Nós somos escolhidos
especialmente por Deus. Você é único. Aquela sua filha é única, por mais decepção que ela tenha dado a você ou à sociedade. Deus a quis.

Não existiu e não existirá ninguém igual a você. Você é único. O Senhor se lembra sempre da aliança que fez com você. E quando alguém é adúltero, em primeiro lugar, está sendo infiel a Deus.

Dá uma olhadinha na história do seu casamento. Um morava em um lugar e o outro em outro e só por Deus se encontraram.

Superando os desafios

Todas as coisas referentes ao casamento, à família, são referentes a Deus.
E nós estamos ao léu dos nossos erros e dos erros dos outros. E é por isso, que muitos desencontros acontecem nas nossas famílias. Nós estamos acostumados a olhar somente as dificuldades do casamento e da família, mas Deus quer que as superemos.

Eu gosto de dizer que marido e mulher são como a faca do açougueiro. O açougueiro amola uma faca na outra. É assim no casamento, ambos vão ficando afiados, por causa dos erros, falhas e pecados. E também pelos erros dos nossos filhos, e também pelos erros de nós, pais.

Assim como os filhos em casa dão trabalho, os filhos na comunidade também dão trabalho para mim. Você que gosta de dormir, de ficar na “vida boa”, quando seu filho nasce, chora de noite e fica doente, o seu comodismo vai por água a baixo. E aí você tem que acordar para ficar com o bebê. Mas porque amamos, nos dispomos a enfrentar a situação e aí ficamos “amolados”.

1600x1200-senhor-se-lembra-sempre-da-alianca-que-ele-fez-conosco        Foto:  Daniel Mafra/CN

 

Viver uma vida de fé

A vida em família, no casamento, só pode ser uma vida de fé. Eu me recordo que meu pai sempre foi um homem muito honesto e muito trabalhador. Mas ele não era um homem de ir à Igreja. Mas, que beleza! Quando cheguei no seminário, no domingo, quando eu vi, meu pai, que nem tinha ido na minha primeira comunhão, estava na Missa e foi comungar.

E quando terminou a Missa, ele foi me explicar que havia feito uma boa confissão. E ele falou com a “boca cheia”, que tinha feita uma boa confissão. E depois desse dia, nunca mais deixou de ir à Igreja, de confessar e de comungar. E a partir daí, puxava todo mundo para ir à Igreja. E graças a Deus se tornou um homem de fé.

Eu preciso dizer que, qualquer casamento e qualquer família só podem viver pela fé. Assim como nosso pai Abraão. E você conhece muito bem a história de Abraão. Ele morava bem longe, e Deus o tirou de lá onde havia pecadores, para que ele morasse numa terra habitada. Mas aquela terra tinha dono, e Deus havia prometido que ele teria uma grande terra.

Promessa feita por Deus a Abraão

Mas, Deus foi treinando Abraão para que ele acreditasse, mesmo sem ter as coisas na mão. Deus dizia para ele: “Contempla, Eu te darei toda essa terra”. E deu. Mas não foi logo não, passaram-se 40 anos.

E dizia ainda: “Olhai as estrelas, sua descendência será muito maior que elas”. Mas ele pensava: “Como? Se eu já estou velho e Sara também?”. Houve um momento que Sara fraquejou na fé, pois sabia que depois de certa idade não poderia mais ter filhos. E Sara deu-o a sua escrava Agar, para que Abraão tivesse um filho com ela.
Quando eles menos esperavam, Deus mandou um anjo para que dissesse que depois de um ano ela estaria grávida. E Sara até sorriu, pensando consigo que seria impossível. E no ano seguinte, lá estava ela com Isaac. E Deus cumpriu a sua promessa até com uma mulher estéril.

E quando o menino já tinha uma maturidade religiosa, Deus pediu a vida de Isaac.
Abraão achou muito estranho. Ele demorou tanto para dar um filho a ele, e quando o menino estava chegando a adolescência pede-o em sacrifício.
Mas Deus não queria um sacrifício humano, na verdade Ele queria por Abraão à prova.
E no caminho o menino diz: “Onde está o cordeiro”, e ele responde “Deus proverá”.
No momento em que ele já ia sacrificá-lo, um anjo do Senhor apareceu dizendo: “Basta, já provaste que crê em Deus. E veja com isso todas as promessas de Deus se realizou para Abraão.

E mais do que tudo, através de Abraão, veio Jesus e pela fé entramos nessa família. E como Abrão, é necessário que vocês sejam uma família de fé. Claro, com suas fraquezas, como Sara, mas é necessário sermos uma família de fé.
E como o “encardido” vem atacando as famílias… Quanto mais bonito é o matrimônio, mais ele quer fazer a sujeira.

E porque ele faz essas sujeiras? Porque o seu casamento é a coisa mais linda que Deus criou. E por isso é preciso você despertar para fé. E se você sustentou o seu casamento até agora, é pela fé que você tem sutentado, não pela suas forças.

E é necessário sermos como Abraão que esperou contra toda esperança.

Assim como Ele fez com Abraão, Ele faz conosco. Deus está nos treinando. Tudo isso que você pisa aqui, é fruto do meu sonho. E, graças a Deus, que eu fui acostumado a sonhar o sonho de Deus. E você pode até tocar no meu sonho, hoje ele é concreto. Até a cadeira que você senta, era sonho meu.

Nós precisamos formar uma geração de homens e mulheres de fé.

Transcrição e adaptação: Elcka Torres

Canção Nova

 

Compartilhe